Tim(88)9761-4880

BPMA apreendeu 28 paredões de som no último fim de semana em Fortaleza

De acordo com o comandante do BPMA, Tenente Coronel Cláudio Mendonça, a ação é de tolerância zero e busca inibir os crimes ambientais causados pela poluição sonora.

O Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), em parceria da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), apreendeu 28 paredões de som em Fortaleza no último fim de semana (noite de sexta-feira, 06, até a madrugada desta segunda-feira, 09).
Ao todo, a operação apreendeu 213 equipamentos de som que desobedeciam a lei
municipal nº 9756 de 04 de março de 2011 (Lei dos Paredões).

 

De acordo com o comandante do BPMA, Tenente Coronel Cláudio Mendonça, a ação é de tolerância zero e busca inibir os crimes ambientais causados pela poluição sonora. A média
de apreensões nos últimos dois meses têm sido de 25 paredões por fim de semana.


Nas operações, são utilizadas seis viaturas com três policiais em cada, além de fiscais da Seuma e um caminhão para o recolhimento dos equipamentos, que se não forem recuperados pelos donos, serão destruídos, como determina a Lei.


Os proprietários dos equipamentos de som apreendidos têm três meses para recuperá-los. Eles devem procurar a Secretária Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente para o pagamento da multa, que tem valor mínimo de R$ 950,00 reais.


O Batalhão Ambiental, que tem um efetivo de 150 policiais militares, já realizara ações semelhantes no interior do Ceará, nas cidades de Sobral e Juazeiro do Norte.

 

10 de DEZ de 2013 às 11:59:40
Fonte: ASCOM/SSPDS
imagem

O Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), em parceria da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), apreendeu 28 paredões de som em Fortaleza no último fim de semana (noite de sexta-feira, 06, até a madrugada desta segunda-feira, 09).
Ao todo, a operação apreendeu 213 equipamentos de som que desobedeciam a lei
municipal nº 9756 de 04 de março de 2011 (Lei dos Paredões).

 

De acordo com o comandante do BPMA, Tenente Coronel Cláudio Mendonça, a ação é de tolerância zero e busca inibir os crimes ambientais causados pela poluição sonora. A média
de apreensões nos últimos dois meses têm sido de 25 paredões por fim de semana.


Nas operações, são utilizadas seis viaturas com três policiais em cada, além de fiscais da Seuma e um caminhão para o recolhimento dos equipamentos, que se não forem recuperados pelos donos, serão destruídos, como determina a Lei.


Os proprietários dos equipamentos de som apreendidos têm três meses para recuperá-los. Eles devem procurar a Secretária Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente para o pagamento da multa, que tem valor mínimo de R$ 950,00 reais.


O Batalhão Ambiental, que tem um efetivo de 150 policiais militares, já realizara ações semelhantes no interior do Ceará, nas cidades de Sobral e Juazeiro do Norte.

 

10 de DEZ de 2013 às 11:59:40
Fonte: ASCOM/SSPDS